Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

saracasticamente

Decisões difíceis

Quando comprei o meu carro pensei na quantidade de sapatos que poderia comprar com aquele dinheiro. Sim, eu avalio o preço das coisas em sapatos! Fiz as contas por alto e dava para comprar toda uma panóplia de Onofres, Louboutins e Choos.

Andar a pé e de transportes públicos, exibindo sapatos de grife, ou viajar confortavelmente em transporte privado, com sapatos modestos e vulgares, foi uma decisão importante a tomar!

Foi um decisão difícil mas acabei por escolher a segunda opção. A calçada portuguesa e a minha doença linfática levaram-me a concluir que essa seria a escolha acertada.

Contudo, ontem fui com o carro ao mecânico. E foi quando percebi que a minha escolha não foi feliz. A manutenção dos sapatos seria certamente muito mais barata que a do carro. Já para não falar dos impostos que os sapatos (ainda) não pagam.

A questão que agora coloco é: se vender o carro (tendo em conta a desvalorização do mesmo) quantos pares de sapatos poderei ainda comprar?!

69 comentários

Comentar post

Pág. 1/2