Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

saracasticamente

A vida aos poucos começa a fazer sentido

Quem nunca viu na praia uma velhota, quem diz velhota diz senhora de meia idade, a ir à água e fazer um agachamentozinho por alguns segundos?

 

Sempre que via isto perguntava-me porque raio iam elas mijar ao mar, e passar por todo aquele drama de entrar na água fria, se podiam ir à casa de banho.

 

Foi preciso viver 32 anos e usar fato-de-banho para perceber que é mais fácil urinar em água fria do que tirar um fato-de-banho numa casa de banho pública. 

Operação Branca de Neve

Na penúltima vez que fui com a C à praia ela pôs protector solar factor 50 duas vezes e ficou queimada.

Eu pus o factor 15 uma vez e nem com marca do biquíni fiquei.

 

Esta semana arrisquei tudo! Não coloquei protector solar nenhum, nem mesmo aquele óleo FPS 6 que só nos dá a sensação, em termos psicológicos, que estamos protegidos.

 

Resultado? Nada! Nem uma marquinha do meu fato de banho sexy...

Onde está a Sara?!

Já viram o calorzinho que está? E então, por onde acham que anda a Sara?

 

Isso mesmo, a desfilar o seu fato de banho sexy na praia de Matosinhos.

Bem sei que fato de banho sexy não combina com praia de Matosinhos. Já uma ilha Grega combinava que era uma beleza. Mas pobre, que é pobre, vai para a praia de Matosinhos.

As ilhas Gregas lá terão de esperar... Só espero que o fato de banho dure até eu ficar rica!

Rendi-me à moda do fato de banho!

Sempre fui adepta do biquíni, nunca antes tinha usado fato de banho. Achei sempre que o biquíni facilitava mais o processo de bronzeamento uma vez que deixa mais pele à mostra.

Mas depois pensei que se eu vou para praia e não fico bronzeada tanto faz ir de biquíni como de fato de banho. E não poderia estar mais correcta!

 

Aproveitei as mini férias da Páscoa para estrear o meu fato de banho comprado uma hora antes de partir em viagem (gaja que é gaja sabe bem como isto das compras de última hora funcionam).

Vesti-o de manhã para ir à praia, usei-o à tarde na piscina e ainda numa saída a meio da tarde (uma vez que é giro que se farta e quase que parece um body dá para usar, sem ser na praia, com uma saia ou uns calções).

 

No final do dia nem sombra da marca do fato de banho... 

E eis que esse foi finalmente o momento em que encontrei uma vantagem do sol não me pegar. Posso andar a desfilar o meu fato de banho sem me preocupar com o facto de não ficar bronzeada em algumas zonas porque na verdade nunca fico bronzeada em lado nenhum.

 

Caso tenham curiosidade em conhecer o modelito que me fez render à moda espreitem o meu Instagram.