Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

saracasticamente

Entretanto num parque de estacionamento algures na cidade do Porto...

Enquanto tentava introduzir o cartão na máquina de pagamento diz o funcionário do parque "meta todo lá dentro, tem de o meter todo lá dentro".

 

 

Mas nada. Nem metendo só a pontinha, nem metendo todo.

Teve de ir lá o senhor auxiliar, e diz "ele está húmido, o que também ajuda". 

"Se húmido não entra, seco então é que não entrava mesmo" - respondo eu.

E ele diz que eu estou a levar a coisa para outros campos...

 

A sério que a culpa é minha?! 

Truque infalível para engatar gajos

Descobri este fim-de-semana como engatar um gajo na noite.

É muito simples, basta sair com um grupo só de amigas, vestida de branco, com um véu e uma pila na cabeça.

 

O radar de despedida de solteira dos gajos apita de imediato. O véu e/ou a pila na cabeça permite uma rápida identificação da noiva que é provável que esteja suficientemente bêbada para ter sexo com eles, o que aumenta logo a confiança dos gajos para a abordarem. Acresce ainda o facto de provavelmente ela estar disponível para cometer uma última loucura antes do casamento.

Outra clara vantagem é o facto de saberem que ela não quer uma relação e que não vai ligar no dia seguinte a chatear porque já é comprometida. 

 

Assim sendo está combinado, no próximo fim-de-semana vou sair só com gajas (quem quiser que se junte) e testar a teoria de que levar uma pila na cabeça é meio caminho andado para levar com uma pila noutro lado... 

 

 

Quero um marido árabe

Sim, é verdade. Ainda não tinha partilhado convosco mas vim de Marrocos completamente apaixonada pelos árabes. 

E antes que digam que eu estou doida de todo eu vou dar-vos alguns argumentos que suportam a minha afirmação.

 

Para começar um árabe não nos esconde dos amigos.

Saí com um enquanto estava em Marrocos e ele apresentou-me a todos os conhecidos dele que passaram por nós e ainda tiramos selfies.

Andei com o meu ex-Coiso meio ano e nunca conheci um único amigo dele...

 

Outra questão importante são as compras.

Todos os meus ex-Coisos a dada altura me disseram "Um vestido? Outro vestido? Mas não compraste ainda agora um vestido? Mas tu tens tempo para vestir esses vestidos todos?"

Mas sabem o que um árabe me disse numa saída de compras? "Escolhe um vestido. Vá lá, escolhe um. Escolhe, eu quero oferecer-te um vestido. Não queres? Mas eu quero oferecer-te, escolhe."

Nem nos meus melhores sonhos eu poderia idealizar uma coisa estas! 

 

Ontem recebi uma mensagem de um dos árabes cujo coração derreti a dizer que tinha saudades minhas (saudades em português e bem escrito). 

Sabem quando foi a última vez que um gajo não árabe me disse alguma coisa romântica? Nem eu me lembro...

 

Mas já sei que vocês e o vosso mau feitio vão querer abalar as minha convicções...

 

Ah e tal, e coisa, mas eles têm muitas mulheres.

Mentira. Só os ricos podem ter mais de uma mulher porque é suposto que eles possam dar a todas as mulheres o que dão à primeira.

E sejamos honestos, vocês conhecem algum gajo rico que só tenha uma mulher?! É que eu não...

 

Ah Sara, mas não podes vestir o que quiseres e nem podes sair de casa sem ele.

Amigos eu também não podia vestir o que quisesse com o meu ex-Coiso e muito menos sair de casa sem ele. A única diferença é que ele não me dava nada...  

 

Para ser franca, o único inconveniente que eu vejo nesta relação é que um dia eu posso estar à espera do gajo, com o jantar na mesa, e ele não aparece porque se fez explodir aí num sítio qualquer...

Isto sim, pode ser uma situação chata, reconheço.

Mas convenhamos, por acaso vocês conhecem algum homem que seja perfeito?! Não! 

Então não vamos complicar que a idade está a passar e não me posso dar a esquisitices! 

Coisas que uma gaja tem de aturar!

O meu Ex-coiso é rico em tiradas dignas de registo. Incluir uma das suas tiradas fica sempre bem em qualquer conversa e promove sempre momentos de bom humor.

 

Há dias surgiu a seguinte conversa com o gajo que me atura:

 

Eu: Uma das vezes em que saí com o meu ex, ainda antes de assumir a relação, ele deu-me a mão. Uns dias depois voltamos a sair e eu dei-lhe a mão mas ele largou a minha mão. Mais tarde perguntei-lhe o que se passou para ele ter feito isso e ele respondeu que não era meu namorado para andar de mão dada comigo na rua.

Ele: A sério?

Eu: A sério...

Ele: Isso aconteceu mesmo?

Eu: Aconteceu!

Ele: Houve mesmo um gajo que andou de mão dada contigo na rua?! À frente de toda a gente?!

 

Deve ter a mania que é engraçado... Deve...

Pagar aulas de condução com sexo?!

Sim gente. Na Holanda já é possível pagar aulas de condução com sexo.

 

Questiono-me se irão estender esta medida a outros serviços...

Imagino já a compra de um telemóvel:

 

Telemóvel - um telemóvel básico, daqueles que ainda têm teclas, dá perfeitamente para pagar com sexo oral. Basta ajustar a duração do mesmo ao preço real do telemóvel.

 

Smartphone - para comprar um smartphone já se exige que haja penetração. E se quiserem dados móveis terão de levar umas palmadinhas.

 

Smartphone topo de gama - se a malta quer um topo de gama vai ter de se esforçar um bocadinho mais, julgo que seja coisa para envolver sexo anal.

 

IPhone personalizado - já se a malta quiser um daqueles iphones xpto dourados ou cravados com diamantes Swarovski... bom é melhor não especificar o que têm de fazer!  

 

Confesso-me expectante com isto! 

Uma conversa de merda

Quando eu vos digo que vou morrer solteira eu sei que vocês lá no fundo têm dificuldade em acreditar.

Afinal como é que é possível que uma miúda gira, atraente, inteligente, modesta, divertida... (já disse modesta?!) como eu ficar solteira?

 

Mas para que não restem dúvidas eu vou transcrever um excerto de uma conversa:

 

Coiso: Tu já tiveste alguma experiência a 3?

Eu: Não te vou responder a isso. Não partilho esse tipo de pormenores.

Coiso: Eu tenho muita abertura nesse aspecto. Como é uma coisa natural. Sou muito desprovido de tabus.

Eu: Para mim também é uma coisa muito natural. Mas não é por isso que vou andar por aí a partilhar as minhas experiências. É como cagar, também é uma coisa natural mas eu não costumo falar sobre os meus cocós.

 

Percebem agora?!

Uma mente poluída

Sabemos que temos uma mente poluída quando uma simples conversa numa confeitaria leva a nossa imaginação para locais que é melhor não partilhar num blogue de respeito como este.

 

Eu estava sossegadinha quando ouvi a seguinte conversa:

 

Cliente: Queria duas bolas.

Funcionária: Vai querer levar também o éclair?

 

Esta conversa durou 30 segundos, mas as piadas na minha cabeça duraram toda a manhã!