Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

saracasticamente

Sem meias medidas

Entrar na Calzedonia é como entrar num labirinto, é fácil perdermos-nos.

Entrei lá com o objectivo de comprar umas meias mas não consegui decidir entre tantas que gostava.

Decidi chamar reforços e fui lá novamente com a minha mãe que costuma ser muito assertiva nestas coisas.

 

Desta vez foi assim:

 

Gosto destas. Também gosto muito dessas. Essas aí também são engraçadas. Olha estas que fora do vulgar.

 

Resultado?

Não vamos falar acerca disso... 

Dramas da minha vida

Ontem acordei com vontade de comprar umas botas over the knee. Sim, eu acordo com desejos consumistas.

 

Então lá fui ao shopping em busca de umas botas que satisfizessem os meus desejos: bonitas e baratas.

Entrei em apenas uma loja, experimentei apenas um par de botas e comprei-as. Sou, ou não, uma gaja muito prática?! E se pensam que gastei uma fortuna nas botas fiquem sabendo que gastei nada mais, nada menos, que 37.99€ na sapataria Tino Gonzalez.

Claro que uma plaquinha nas botas a dizer Guess ficava melhor mas o efeito é o mesmo.

 

Ora tenho umas botas bonitas e baratas, qual é então o meu problema? É que as botas over the knee, que não são nada mais do que botas acima do joelho mas em inglês dá aquele ar fashion, ficam bem com peças de roupa curtas. E eu não tenho saias ou vestidos curtos e também não os encontro em lado nenhum. Sendo eu pequena, qualquer vestido que é supostamente curto fica-me pelo joelho. Portanto, tenho umas botas super fashion e nada com que as calçar.

 

Já não bastava ser pobre ainda tinha de ser pequena...

A Sara quer, a Sara quer muito!

Como já vos disse 550 mil vezes apaixonei-me por uma mala da Tous.

Acontece que a mala desapareceu misteriosamente das lojas. Por desapareceu misteriosamente entenda-se que pessoas que não são pobres como eu a compraram.

 

A semana passada fui ao El Corte Inglês e assim que entro vejo a mala. Vi-a ao longe, apenas a lateral mas ainda assim reconhecia-a. Aproximei-me para que lhe pudesse tocar, pegar nela, imaginar uma vida ao lado dela e todos os momentos de felicidade que poderíamos partilhar.

 

A funcionária da loja vendo-me interessada na mala, e não sabendo que eu sou pobre, explicou-me o conceito. A mala é composta por diferentes bolsas, algumas reversíveis, permitindo diferentes conjugações.

image.jpg

A mala

 

image.jpg

Algumas das bolsas disponíveis

 

 

image.jpg

O resultado final

 

 

E quando uma pessoa pensa que não pode ficar mais apaixonada... o amor acontece.

A senhora falava, os meus olhos sorriam, o meu coração batia forte... e eu ia sentido a pobreza no meu interior. 

 

Infelizmente a minha conta bancária continua a insistir nisto de me separar de todas as minhas paixões.

Review Short Nívea Q10

image.jpg

 

Já passaram 15 dias desde que comecei a usar o Short Nívea Põe-te o Rabo Rijo Sem Fazeres Nenhum. Tal como tinha prometido aqui, durante 15 dias vesti religiosamente o calção mágico pelo menos durante 6h por dia tal como indicado na embalagem. Minto. Falhei um dia, o dia do baptizado (deve ter sido esse dia que estragou tudo).

 

E que vos posso dizer acerca dos resultados?

Ora bem, pior não fiquei... O que é bom, certo?!

 

A verdade é que noto alguma redução de celulite. Tenho notado a atenuação da pele casca de laranja ao longo das últimas semanas e quero acreditar (quero mesmo acreditar) que os calções deram uma ajuda.

Ao nível de adelgaçamento/reafirmamento não noto diferenças nenhumas. Nem com agachamentos, nem com corridas, nem com calções! 

 

Agora vou investir em algo diferente, um pack de 10 orações!

Funciona assim: fazemos uma oração antes de cada refeição e esperamos um milagre.

Espero que funcione!

 

Tretas em que eu gasto dinheiro

Reafirmar o corpo sem fazer nenhum é o sonho, arrisco dizer, de qualquer mulher. Esbanjar dinheiro em promessas milagrosas, nem por isso.

Tive conhecimento da existência das leggings reafirmantes e remodelantes da nívea , li sobre elas e concluí que não ia gastar mais de 30€ nessa treta.

 

Chego ao Continente e estão elas com 50% de desconto directo. Nem sequer é em cartão. Mais uma vez o marketing a arrasar comigo...

Toca a procurar o meu tamanho. Não havia. Boa, já não vou gastar dinheiro nessa coisa - penso eu até verificar que há a versão calções do meu tamanho e ainda por cima mais baratos.

 

E lá trouxe eu um Short Nívea Põe-te o Rabo Rijo Sem Fazeres Nenhum para casa.

Vesti logo aquilo! É suposto usá-lo 6h por dia e os resultados surgirão (dizem eles) em 15 dias. Tendo em conta que o efeito desaparece ao fim de 30 lavagens têm mesmo que garantir resultados em pouco tempo. Embora eu não acredite que alguém vá lavar aquilo sempre que vestir... Eu sou bem capaz de só lavar os meus lá para o Natal! 

 

Portanto daqui a 15 dias terão um post a relatar os efeitos, ou a falta deles, desta coisa. Se alguém já tiver experimentado e se quiser armar em spoiler sinta-se à vontade para o fazer, quem ainda não gastou dinheiro nisto agradece! 

Em busca do casaco já encontrado

Depois de ter percorrido metade dos espaços comerciais do Grande Porto em busca de um casaco que ficasse bem com o vestido que vou levar ao baptizado, e nada ter encontrado, resignei-me. Toda a esperança de encontrar um casaco verde, estilo bolero, estava perdida.

 

Mas eis que chego a casa e surge a minha mãe dizendo que tem um casaco que é capaz de ser exactamente o que procuro. E não é que é mesmo?! Depois de mais de 12000 passos, contabilizados pelo S Health, encontrei o que procurava... em casa!

 

Assim sendo, a minha passadeira vermelha no baptizado será assim:

 

Vestido - Molly Bracken 

Sapatos - Aldo

Clutch - Lemon Jelly 

Jóias - Pandora

Casaco - Moda Ana (by Loja dos Chineses)

 

Mas o raio do casaco fica mesmo bem com o vestido. Por isso sim, vou ao baptizado com um casaco dos chineses! Dos chineses, salvo seja, que o casaco é da minha mãe! 

A saga consumista continua

 

Como está o meu espírito consumista? Em alta como sempre.

 

Mas estava mais feliz quando não sabia que esta coisa existia. Porque agora que sabe que ela existe ele deseja-a muito. Porém a minha conta bancária já falou com ele e já lhe explicou que ele não pode ter tudo, que tem de fazer escolhas e que tem de aprender a lidar com a frustração de não poder ter algumas coisas que tanto quer.

 

E o meu espírito consumista deprimiu... Deprimiu e, como acontece sempre que deprime, pediu-me chocolate. Eu não tive coragem de declinar o seu pedido. Afinal já lhe tinha negado o Activity Training da Swarovski não lhe poderia negar também o chocolate. 

 

Mas depois veio o sentimento de culpa. Chocolate e glúteos definidos são incompatíveis. Começo a fazer contas às calorias ingeridas e ao tempo de exercício necessário para as queimar. E eis que o meu espírito consumista sai-se com esta:  

 

Estás a ver? Se me desses a Swarovski Activity Training Jewelery já seria mais fácil fazeres esses cálculos! 

 

Olha-me o sacaninha armado em esperto...

Uma das minhas paixões...

Desengane-se quem acha que a minha única paixão é o chocolate. Antes fosse... Tenho uma outra paixão chamada maquilhagem.

 

Ah e tal então tens montes de maquilhagem? - perguntam vocês. Não. - respondo eu. Porque eu sou apaixonada por maquilhagem, mas maquilhagem Yves Saint Laurent. Sim, porque isso de ser apaixonada por maquilhagem a preços acessíveis seria uma coisa fácil, e nada na minha vida poderia ser assim tão simples.

 

Esta foi uma das últimas aquisições. Até vai custar usar isto pela primeira vez!

 

IMG_20160321_143731.jpg

Todos temos uma amiga assim...

Esta é uma história contada na terceira pessoa. Qualquer semelhança com a minha pessoa é pura coincidência.

 

A S. foi convidada para um baptizado. E qual a primeira palavra que vem à mente dela quando recebe um convite para um evento destes? Roupa. E então que faz ela? Consulta o stock do seu roupeiro e escolhe um de entre os (não vamos dizer quantos) vestidos que tem que se enquadram no evento? Vestidos esses que se fazem acompanhar de casaco a condizer, sapato que combina e carteira que faz pendant? Não. Então que faz a S.? Foi comprar um vestido novo sob a desculpa "vou a um baptizado".

 

Assim sendo vai ao shopping. E ao passar por uma das suas lojas preferidas os seus olhos focaram num vestido. Imaginou-se com ele. Experimentou-o. Olhou-se ao espelho e sorriu. Rodopiou e voltou a sorrir. Não havia volta a dar, estava apaixonada!

 

Agora, a S., só precisa de um casaco, uns sapatos, uma mala e, quem sabe, alguns acessórios. Só...

Qualquer dia o consumismo vai matar esta rapariga.

 

FB_IMG_1457473564194.jpg

 

(Esta na foto não é a S., é uma foto retirada da página da marca!)