Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

saracasticamente

Adeus, até ao meu regresso!

Já vos disse que vou para Saidia para um hotel 5* em regime TI por 475€?!

Já? Mas acreditem que ainda vão voltar a ler isto mais algumas vezes!  

 

A continuidade do blog, durante os próximos dias, estará sujeita a condições externas à minha pessoa como a existência de wifi no hotel. Mas acreditem que se houver wifi vão ver fotos minhas a meter nojo no Instagram!     

 

Até porque, pode não parecer mas, fazer inveja nas redes sociais ajuda-nos a desfrutar melhor das férias! 

Quem vai de férias?! Quem é?!

Não tinha ainda planeado férias, não tinha sequer pensado muito no assunto.

Até que vi uma promoção fantástica na Abreu para Saidia. Depois de ofuscada pelo preço da viagem reparo que a data de partida é em uma semana.

 

Mas a Sara não vacila!

Corro à agência para fazer a reserva, porém dizem-me que já não há lugares a esse preço.

O problema é que eu já tinha na minha mente que ia a Marrocos por 529€, tal como a promoção anunciava...

 

Obriguei a pobre coitada que me atendeu na loja a fazer dezenas de simulações de datas, hotéis, operadoras, companhias aéreas, sempre pressionada pelas minhas questões e sugestões.

Até que encontrou uma hipótese que a obrigou a simular novamente uma vez que nem ela própria acreditava no preço!

 

Conclusão?!

A Sara vai a Saidia, com tudo incluído, por 475€!! 

 

Nota: este pode parecer um post motivacional, daqueles que vos encoraja a nunca desistir daquilo que querem, mas na verdade é só um post para meter nojo! 

Grata pela vossa compreensão! 

Ser feliz e fit ao mesmo tempo? Sim, é possível!

Sabemos que aproveitamos bem o tempo numa escapadinha europeia quando recebemos uma notificação de que atingimos um novo máximo de passos dados. 

 

Ao que parece isto de viajar não faz de mim apenas mais feliz mas também mais saudável.

Afinal é possível ser fit e saudável ao mesmo tempo! 

 

 

Screenshot_20170402-224930.png

Pietà ou Hermès?!

Não sou uma pessoa muito dada à cultura. Adoro viajar mas não aprecio particularmente visitar museus, catedrais e essas coisas que as pessoas cultas visitam. Eu gosto mesmo é de apreciar as paisagens, de passear pelas ruas, de ir às galerias comerciais. E se uma cidade tiver uma rua com lojas de marcas xpto então passa a ser paragem obrigatória!

 A minha prima gosta de museus, igrejas, monumentos, pintura, escultura... Não pode ver uma fila de gente que tem logo de lá se meter no meio para ver aquilo!

 

Estávamos nós no Castelo Sforzesco, em Milão, na fila para um museu (se se pode chamar museu a uma sala que só tem uma escultura) quando eu questionei o que é que íamos efectivamente ver. A minha prima responde que vamos ver a Pietà.

Quem é essa? - pergunto eu.

Tu não sabes quem é a Pietà?? - perguntou a minha prima com um tom de voz que me levou a crer que eu teria de ser abatida por esse motivo.

Ela lá explicou o que era, rentabilizando assim os 30 minutos que estive na fila para olhar para uma escultura. Sim, havia outras pessoas que queriam ver aquilo, em número suficiente para formar uma fila. Eu nunca imaginei mas há mesmo quem espere meia hora e pague 5€ (embora nesse dia fosse grátis) para ver, de livre e espontânea vontade, uma escultura que nem acabada está.

 

Terminado o meu sacrilégio havia chegado o momento de ser a minha prima a sacrificar-se e ver montras de lojas no chamado Quadrilátero da Moda, a zona de Milão que reúne as mais conceituadas marcas de moda.

Eu exclamava e tirava fotos como se admirasse a mais grandiosa obra de arte de todos os tempos, a minha prima parecia que estava noutro planeta!

A dada altura vejo a Hermès:

 

Eu: Aahhh!! A Hermès!! Tenho de ver aquelas malas!!

Prima: O que é a Hermès?

Eu: Não sabes o que é a Hermès?

Prima: Não.

Eu: Nunca ouviste falar das malas Birkin?

Prima: Não.

 

Empate! Eu nunca tinha ouvido falar da Pietà, mas a minha prima nunca tinha ouvido falar da Hermès. Em abono da verdade nunca ouviu falar de 90% das marcas que vimos!

 

Desde então tenho perguntado a várias pessoas se conhecem a Pietà e a Hermès e posso dizer-vos que o senhor Hermès está muito à frente do Michelangelo em termos de popularidade. O que comprova que eu não sou assim tão inculta como à partida pareço ser. Ou então só prova que me relaciono com pessoas tão incultas como eu... Mas vamos focar-nos na primeira hipótese!

Então Sara o que é que comeste em Itália?

Mais do que o que é que viste ou o que fizeste, esta foi a pergunta que mais vezes me foi colocada.

E eu respondo-vos: tudo!

Sim, comi tudo a que tenho direito. Pasta, pizza, lasanha, rissoto, não escapou nada.

Quanto a sobremesas, além dos obrigatórios gelados (apesar do frio), tiramisu e panacota.

 

Comi mais especialidades italianas em 3 dias do que em 10 dias quando estive pela primeira vez em Itália.

A razão? A vida muda... E às vezes muda para melhor!

 

Mas falando do que interessa...

Querem fotos?!

20170305_200558.jpg

20170304_205026.jpg

20170303_203115.jpg

20170304_205010.jpg

20170305_204534.jpg

20170303_210611.jpg

A Disneyland faz 25 anos e a Sara gosta de grandes festas!

Voltar à Disney é sempre uma ideia interessante, mais ainda quando comemora 25 anos de existência.

Até que começamos a folhear o catálogo, chegamos à página dos preços e começamos a somar valores. Quando percebemos que um fim-de-semana na Disneyland Paris custa tanto como uma viagem às Caraíbas em regime de tudo incluído desanimamos um bocadinho.

 

20170316_011029.jpg

 

Valeu pela ida à agência. Só de olhar para o agente de viagens embarquei numa viagem de fantasia e diversão a custo zero...

Se o senhor estiver incluído no pacote até que não está caro! 

O touro da sorte

A Galeria Vittorio Emanuele II é um ponto de paragem obrigatório em Milão.

Não só pela sua beleza ou pelas lojas de grife, mas também porque dela faz parte uma famosa tradição.

 

No chão da galeria encontra-se o brasão da cidade de Turim representado por um touro.

Manda a tradição que se pise os testículos do touro com o pé direito e se rode 3 vezes sobre ele para ter sorte.

Eu cá não acredito nessas coisas mas ainda assim cumpri a tradição, não vá daqui a algum tempo partir uma unha ou coisa do género e culpar-me por não ter pisado os tintins do touro.

 

Confesso que pisar os testículos de um macho me deu uma certa sensação de poder! Não sei se me vai dar alguma sorte... Mas pelo menos tonturas deu!

 

Já sabem: se forem a Milão não percam esta oportunidade de fazer figura de parvos... 

 

20170306_112915.jpg