Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

saracasticamente

Às vezes as crianças são mesmo o melhor do mundo

Todos os dias, de segunda a sexta, chegam aqui e têm logo pela fresquinha um novo post. Estão muito mal habituados, é o que é! 

 

Hoje não me apetece escrever. Há dias assim, que simplesmente não apetece. É que às vezes ser psicóloga aleija um bocadinho e retira-nos alguma energia.

 

Ter uma adolescente, daquelas todas refilonas, no nosso colo a chorar é difícil. Creio que essa seja uma das razões pelas quais não quero ser mãe... Ver o sofrimento dela e não poder fazer nada para mudar isso desarmou-me. E eu não gosto de me sentir desarmada...

 

Ouvia-a, compreendia-a, dei-lhe colo e prometi-lhe que ia ficar tudo bem. Só pude fazer isto.

 

À noite, liguei à mãe a perguntar como ela estava. A mãe agradeceu a preocupação e retribuiu com uma citação dela: "Oh mãe, a Sara dá tão bons conselhos... Ela compreende tudo e explica tudo tão bem! Ainda bem que ela hoje estava aqui senão eu não me tinha aguentado...".

 

E ela não sabe o quanto as palavras dela me confortaram... Não o suficiente para eu escrever sobre programas fatelas de televisão, gajos com problemas de ego ou a magreza da minha conta bancária ainda a recuperar da Black Friday, mas o suficiente para me deitar sabendo que hoje o dia de alguém foi melhor por eu existir. E isto abala o mundo de alguém que não está habituado a receber apreço dos outros... 

 

45 comentários

Comentar post

Pág. 1/2