Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

saracasticamente

Conversas de balneário

Frequento as piscinas municipais da minha terra. Antes de começarem já a gozar comigo porque ando na piscina com os velhinhos fiquem a saber que se aprende muito com eles.

 

Nos balneários das piscinas não há malta com egos insuflados, ou com necessidade de serem insuflados, a tirar selfies em frente ao espelho, em vez disso temos pessoas que acrescentam alguma coisa ao nosso dia.

 

Por exemplo, vocês sabem quando vai chover? Eu sei sempre! Não importa o quão soalheiro o dia amanheceu, se os joelhos da dona Maria estavam a doer é garantido que vai chover. E se a dona Antónia se queixar da cabeça é provável que a chuva seja acompanhada de trovoada.

Além de boletim meteorológico, os balneários são ainda um verdadeiro espaço de reflexão e motivação. Frases como "não somos ninguém neste mundo", "num momento estamos cá, no outro acabou-se tudo", "é viver um dia de cada vez" são frequentemente proferidas num tom que nos faz dar o litro na aula porque poderá ser a última. 

 

Entre as muitas conversas que por lá passam, há dias, ouviu-se o seguinte:

"Este deixa-me toda molhada. O outro professor não, mas com este fico toda molhada."

 

As piscinas têm, de facto, muito bons profissionais... 

 

 

12 comentários

Comentar post