Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

saracasticamente

O drama de Cristina Ferreira, a Princesa Saloia

Ontem à noite Cristina Ferreira teve honras de ir ao telejornal da SIC falar sobre a sua mudança para a concorrência.

Eu não queria perder a entrevista porque eu sou uma pessoa que gosta de estar a par dos dramas da sociedade, mas o horário coincidia com a minha aula de hidrobike. Felizmente a tecnologia eliminou alguns dos meus problemas (só o raio da pobreza é que não elimina) e por isso pude ir à piscininha e depois ver a entrevista, gravada na box, quando voltasse.

Assim fiz. Cheguei a casa, fui buscar um gelado e sentei-me no sofá. Que é? Já me estão a julgar por ter comido um gelado depois do treino? Até parece que nunca foram treinar para depois comer que nem uns abades...

 

Adiante...

Estava tudo a postos para assistir a uma das entrevistas mais dramáticas e emotivas de sempre. E foi com um aperto no coração que ouvi o drama desta senhora que mudou de local de trabalho para ir para outro ganhar, mais coisa menos coisa, o dobro do que ganhava. Mas para isso teve de deixar os amigos. Um drama... Um horror...

Voltei aos meus tempos de adolescência e à dor da perda dos meus amigos quando algum deles mudava de escola. A separação. As lágrimas. A despedida. Era uma situação verdadeiramente dramática. Quando se é adolescente... Depois uma pessoa cresce e deixa-se dessas merdas. Menos a Cristina Ferreira que ainda andará perdida em mil novecentos e oitenta e qualquer coisa.

 

Outro drama que surge na entrevista é o da infelicidade no trabalho. Segundo ela ninguém muda se estiver totalmente feliz.

Deve ser verdadeiramente dramático fazer aquilo que se gosta, ganhar milhares de euros por isso, estar feliz, mas não totalmente feliz... Eu não consigo imaginar tal sofrimento... Deve ser quase comparável a quem vai trabalhar todos os dias para um sítio que não gosta, fazer o que não gosta, aturar quem não gosta, para ganhar 600€ para pagar as despesas mensais e, com sorte, ainda ir jantar fora uma vezita. Deve ser comparável a estas pessoas mas em pior, muito pior...

 

Mas o momento alto da entrevista ainda estava por vir. A dada altura, esta senhora que vive uma vida verdadeiramente dramática, diz que a saída dela da TVI se assemelha à morte da Princesa Diana. What?? Tive de voltar atrás (mais uma vez a usufruir das maravilhas da tecnologia) para ter a certeza que tinha ouvido bem. E o pior confirmou-se. Ela tinha mesmo dito aquilo...

 

No final da entrevista a emoção tinha tomado conta de mim... É impossível ficar indiferente a uma história destas. Que Deus me livre de passar por uma provação destas... Escolher entre continuar a trabalhar no mesmo sítio ou mudar para outro e ganhar o dobro é daquelas coisas para as quais ninguém está preparado. Mas se tiver de passar por isso que o consiga fazer com a mesma humildade da Cristina Ferreira... 

21 comentários

Comentar post