Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

saracasticamente

Quando a compra do bilhete pode ser mais emocionante que o espectáculo

Ontem fui uma daquelas tolinhas que esteve horas numa fila para comprar bilhetes para o concerto do Ed Sheeran.

À noite partilhava com o meu pai a aventura que tinha sido. Sim, porque o concerto vai ter de ser extraordinário para ultrapassar a emoção da compra dos bilhetes! Desde a contagem de pessoas que estavam à frente, às estatísticas quanto ao número de bilhetes vendidos a cada X minutos (creio que foi para isto que tive matemática na escola), à análise da velocidade da emissão dos bilhetes em outros pontos de venda, passando pelas discussões entre as pessoas que estavam na fila, a plataforma que ia encravando e os bilhetes que iam esgotando... O Ed Sheeran vai ter de se esforçar muito para bater isto!! 

 

Relatava eu todas estas emoções quando a dada altura o meu pai pergunta:

- E quando é o concerto?

- Dia 1 de Junho.

- Do próximo ano?!

- Claro!!

- Quase daqui a um ano?! Quantas pessoas daqui até lá vão morrer e não vão ao concerto...

 

Aqui está o optimismo no seu estado mais puro...

Eu confesso que esperei que elas morressem mas durante a compra, principalmente as que estavam à minha frente, agora que já têm bilhete que Deus as conserve. Até porque, como os bilhetes foram impressos com nome, ninguém pode ir no lugar do falecido. 

 

 

 

 

24 comentários

Comentar post

Pág. 1/2