Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

saracasticamente

Respeitem os bebés, mas respeitem também a minha sanidade mental

Depois da saga "beijar ou não beijar os avós" estreia a saga "os bebés têm direito a dizer não".

 

Sim, agora surge uma cronista das Capazes (de onde mais poderia vir isto) que vem dizer que os pais devem respeitar os limites pessoais dos seus bebés e aceitar os seus nãos. A cronista defende que devemos pedir permissão para lhes tocar e dá como exemplo a muda da fralda. Segunda ela, os pais devem pedir autorização ao filho para lhe mudar a fralda e caso ele diga que não devem respeitar a sua vontade.

 

Já estou a ver a coisa: 

- José António, filho, você borrou-se todo. Dá licença à mamã que lhe mude a fralda? (choro)

- Vá lá, José António, o cocó já está a sair pelas costas...

(choro ainda mais intenso)

- Pronto, José António, não se zangue com a mamã. Não quer mudar a fralda não mudamos.

 

Eu acho muito bem isto dos limites, do respeito pelo outro e também defendo que não é não.

E eu NÃO quero continuar a ler/ouvir estas merdas (literal e figurativamente).

Podem por favor respeitar-me?!

A pouca saudinha que resta aos meus neurónios agradecia-vos imenso...

21 comentários

Comentar post