Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

saracasticamente

O mistério da Caixa

Curiosos para saber o que estava dentro da caixa mistério?

 

Assim que abri a caixa a primeira coisa que me saltou à vista foi um mealheiro que eu lhe tinha dado. Quando o vi pensei que, não obtendo qualquer tipo de resposta à mensagem que tinha enviado, estava a devolver as coisas que lhe tinha oferecido. Mas não, o mealheiro era o único presente meu que lá estava. Oferecera-o há dois anos dizendo-lhe que o dinheiro que ele juntasse seria para irmos de férias para as Caraíbas. Não sei porque razão o devolveu, mas devolveu-o cheio! Comprei o mealheiro por 20€ e dois anos depois ele foi devolvido com 575€!! Foi o melhor investimento da minha vida! Se ao menos os juros no banco rendessem assim...

A discussão tem sido entre devolver-lhe ou não o dinheiro. Os meus pais dizem que eu tenho de devolver, a minha terapeuta diz que não. Eu estou a pensar em devolver apenas o mealheiro e esperar que ele o encha novamente...

 

Dentro da caixa também estava uma lata de tinta ardósia, algo que eu já lhe tinha pedido há imenso tempo. Junto com a tinta estava um post-it "Não sei se esta tinta chega para cobrir todos os meus erros (era para enviar lata 25 lt) mas se deixares, este litro não chegará para reescrever toda nossa história de amor".

É bonito, sim senhor, é poético, sem dúvida... Mas eu estou-me nas tintas para isso. Até porque é difícil reescrever uma história de amor em cima de outra.

A acompanhar a lata de tinta vinha uma caixa de giz. A caixa era de 10, mas lá dentro só estavam 9. Pergunto-me para que terá ele usado o décimo pau de giz...

 

De seguida, reparei nuns envelopes. Três envelopes cada um contendo uma carta. Uma delas era a mensagem que me havia enviado na semana anterior. Deve ter ficado na dúvida se eu a teria, ou não recebido. Sim, a mensagem foi recebida, visualizada e ignorada com sucesso, como tantas outras que eu lhe enviei ao longo dos últimos anos. As outras cartas eram novas. Calma!! Não se preocupem que eu não vos vou obrigar a ler o que lá estava.

 

No fundo da caixa estava ainda um livro: "O livro do amor". O livro relata uma história de amor com um final trágico. Faz sentido, a minha vida amorosa também é uma tragédia digna de um best-seller.

 

Qual o significado de tudo isto? Apenas Deus, nosso Senhor saberá, até porque eu acredito que nem o gajo saiba o que quer da vida.

Caixa de Pandora

Recebi a mensagem, ignorei, segui em frente. Todos as formas de contacto estão bloqueadas.

Mas não dá para bloquear a morada...

 

Num belo dia (até então) cheguei a casa e tinha uma caixa, atada com um grande laço, à minha espera. 

Questiono a família sobre a origem da caixa. Um homem tinha-a lá deixado para mim dizendo que eu sabia do que se tratava. Ou seja, qualquer pessoa não identificada pode deixar uma encomenda sem identificação do remetente em minha casa, desde que diga que eu sei do que se trata. Isto é válido para presentes, explosivos ou drogas. 

 

Desato o laço, levanto ligeiramente a tampa e espreito, a medo, o interior. O revestimento a papel preto e as pétalas de rosa vermelhas espalhadas  fizeram-me pensar em vodu. Não poderia vir coisa boa por aí... Mas a curiosidade falou mais alto e abri a caixa para ver o conteúdo.

 

O que é que tinha lá dentro?

Aceitam-se apostas! 

 

Nota de rodapé: um dos objectos já está nas stories do insta, mas há mais...

Pergunta do momento

Então Sara, o que é que respondeste à mensagem do teu ex? - É a pergunta que mais me têm feito ultimamente. 

 

Foram várias as hipóteses que estiveram em cima da mesa:

 

Hipótese A - dizer que uma imagem vale mais que mil palavras e reenviar a foto que ele e a outra gaja simpaticamente me enviaram na passagem de ano. 

Hipótese B - responder apenas ok.

Hipótese C - reencaminhar a mensagem para a gaja.

 

Contudo, com o tempo, uma hipótese D foi ganhado terreno: não responder nada.

Pela primeira vez na vida não respondi com sarcasmo. Porque não há sarcasmo que chegue para traduzir o que sinto nesta situação. 

Não sei se estou a perder qualidades, ou se estou a tornar-me crescida ou se, desta vez, me partiram o coração à séria...

 

Como animar um amigo

Tenho-me sentido uma merda. Acontece aos melhores e, pelos vistos, a mim também! 

Tenho saído mais para combater a minha vontade de ficar sozinha, em silêncio, em auto-comiseração.

 

Há dias fui lanchar com uns amigos:

 

- Não quero falar deste assunto. Falem-me das vossas vidas, digam-me que está tudo uma merda, contem-me todas as vossas desgraças para eu me sentir melhor - pedi eu.

- Então tu não preferes que a gente esteja bem para te animar?

- E de que forma estarem felizes e contentes me vai animar? Eu quero é que vocês me digam que estão pior do que eu para eu não me sentir tão mal. Esfregarem a vossa felicidade na minha cara não vai ajudar!

 

Há pessoas que não percebem nada de relações interpessoais...

 

Quando o ex manda mensagem - parte 4

Eu não disse que o fim-de-semana ia passar depressa?!

Espero que tenham conseguido controlar a ansiedade em saber o final da mensagem. Como prometido aqui está ele:

 

Cruzo me na rua com carro igual ao teu e procuro o rosto do condutor ver se és tu? Quando tudo o que queria era te esquecer Sara.

 

Aqui está uma incontestável prova da sua falta de interesse. Se soubesse a matrícula do carro não precisava de andar a olhar para as pessoas, saberia logo que não era o meu carro. Mas não, ao fim de quase três anos não sabe a matrícula do carro.

Infelizmente a minha morada ainda sabe (mas isso são cenas para os próximos capítulos).

 

 

Sinto falta do teu olhar quando me pedias que te desse um abraço...tinhas razão, eras a mulher da minha vida, ninguém entrou no meu coração do jeito que tu fizeste, ninguém teve o poder que tu tiveste sobre ele,de o bagunçar como tu, mexer comigo do jeito que tu o fazias...foste sem duvida a mulher mais marcante da minha vida

 

Reparem bem no tempo verbal "eras a mulher da minha vida". Já não sou. Provavelmente quando ele começou a escrever a mensagem ainda era, mas demorou tanto tempo a escrever que deixei de ser. Ele sempre foi um gajo que muda de ideias muito rápido. 

 

e por isso tudo, por tudo que me ensinaste, me mostraste,por tantos momentos de amor intenso e arrebatadores desejo que encontres teu caminho a direito, que a felicidade esteja sempre no teu olhar, sei que apesar de todo essa pose de cabra que usas para te proteger do mundo és uma mulher com enorme coração, uma mulher delicada, sensível e que precisa de amor, muito amor.

 

Hum... Ele não tinha dito, no início da mensagem, que não me ia insultar?! Ia jurar que sim... Ah, sim, disse! Mas entre o que ele diz e o que faz há uma distância maior do que Porto-Barcelona.  

 

Continua linda e maravilhosa (querida e fofa como tu dizias) e nunca permitas que o ódio e desejo de vingança destruam teu coração...desculpa mas precisava fazer isto,encontrarás sempre alguém melhor do que eu.

 

Aaaahhhh!! Agora sim, percebi a razão da mensagem. O moço tem visto nas notícias vários casos de violência doméstica e está com medo de ser uma das próximas vítimas, daí este apaziguar do meu ódio e desejo de vingança. Podia ter dito logo! Poupava-me a mim e à língua portuguesa, que nenhuma de nós merecia isto.

Apesar de todas as tretas que ele escreveu aproveitou-se, pelo menos, a última frase, a única verdade de todo o texto: eu mereço melhor. 

Quando o ex manda mensagem - parte 3

E porque não há duas sem três, eis a terceira parte da mensagem obra literária que o gajo escreveu:

 

Mas porque tem sempre de exirtir dor no amor, porque ficamos com receios, medo? Não entendia porque nos fimes e todos os livros que via e lia de amor nunca eram histórias constantes de amor, havia sempre esses caminhos tortuosos a percorrer, toda uma montanha russa num caminho que entendia ser só de felicidade. Nunca entendi a dor no amor,agora entendo, fui um privilegiado por viver esse nobre sentimento e agradeço te por isso.

 

Ora, é o que dá ver muita televisão... Por estas e por outras é que a SIC acabou com os filmes ao domingo à tarde. Que adianta ver filmes e ler livros se não se entende? Acho que o problema é ele ler em português, ao que parece o espanhol é uma língua que ele domina muito melhor...

Quanto à ultima frase, ou é de mim ou ele agradeceu-me por termos tido uma relação de merda?

 

veio a razão quis te esquecer, deixar te atrás na minha história, arrumar te num qualquer canto da minha vida, mas porque raio não consigo? Porque mexes tu tanto comigo?

 

Veio a razão? Eu ia jurar que a gaja se chama Vanessa... Deve estar a falar de outra que meteu na cama antes dessa, é difícil acompanhar a vida sexual de um gajo com excesso de ego...

Quanto à questão da arrumação, é de estranhar que ele esteja com esta dificuldade. Quando namoravámos ele nunca teve problemas em arrumar-me a um canto... Alguém que lhe diga que o IKEA tem óptimas soluções a preços acessíveis. Há duas lojas em Barcelona, não há razão para ele não saber disto. 

 

Porque só os momentos que vivo contigo me invadem a mente e as recordações de ti, dos teus beijos me surgem do nada? Porque sinto tanta falta das tuas mensagens? Das tuas palavras? Do teu "porque efectivamente"?

 

Com a primeira frase o que ele quer mesmo dizer é que a gaja não é lá grande coisa na cama. Mas, qual Saramago, ele arranjou forma de adornar a coisa.

Mas acreedito que ele sinta a falta das minhas mensagens, certamente ele sente falta de as ignorar para poder alimentar ainda mais o ego, o pobrezinho deve andar desnutrido. E também acredito que ele sinta falta de me ouvir dizer efectivamente, até porque até me conhecer ele nunca tinha estado com uma mulher que conseguisse dizer uma palavra que tivesse mais do que cinco silabas.

 

E como é que a mensagem termina? Terão de esperar até segunda!

Não se apoquentem que o fim-de-semana passa a correr...

Quando o ex manda mensagem - parte 2

Gostaram do post de ontem? Espero que sim porque hoje tem continuação.

Apertem os cintos...

 

...mal eu sabia tudo o que me ias fazer, o que ias fazer com o meu coração, que o ias trazer de volta e fazer com que ele batesse de novo com tanta intensidade como um adolescente a descobrir o amor pela primeira vez...e sabes, foi isso que estava acontecer, estava a descobrir o amor pela primeira vez, nunca em toda a minha vida o meu coração tinha experimentado tanta intensidade como quando descobriu o teu coração, te ia descobrindo a ti...

 

Bom, aqui há que dar algum mérito ao rapaz. Ele finalmente fez referência à sua idade cronológica, há que valorizar as pequenas vitórias.

Quanto a isso do coração bater com muita intensidade não é amor, pode ser hipertensão, anemia... o melhor mesmo é ser visto por um médico, nunca devemos confiar nos diagnósticos do google.

 

...mas não entendia o porque sempre desta relação ódio/amor que tínhamos, porquê de tudo ser tão complicado, o porque de tu tornares tudo tão difícil para mim e eu para ti, porque não fomos capazes de ir sempre pelo caminho mais simples e a direito...porque? 

 

Eu? Eu tornei as coisas difíceis? Ia jurar que tinham sido os amigos, o ginásio, os amigos do ginásio, o trabalho, os colegas do trabalho, os treinos de futsal, os jogos de futsal, os jogos do Porto, as outras gajas... Mas afinal fui eu... Vou só ali chicotear-me um bocadinho antes de continuar...

 

Descobri que te amava quando fomos aquele hotel em Bragança, no momento em que estavas na cama, sem base e pinturas, so tu, teus óculos e um livro...imagem que me fascinou...e logo ali percebi que era amor, tudo simples...eu, tu na forma mais simples que alguém podia estar, podia ser uma tenda de campismo, num qualquer quarto de bairro social da cidade que aquele momento teria sempre o mesmo impacto em mim...só tinhas de ser tu ali.

 

Ora gasta uma pessoa uma fortuna em maquilhagem para depois ler uma coisa destas... Será a minha base YSL que me está a impedir de encontrar o amor? 

E desculpem lá a minha falta de humildade, mas vou aproveitar esta deixa para me vangloriar um bocadinho. Vocês alguma vez receberam uma declaração de "amor" que continha as palavras bairro social? Receberam? Não?! Quem arranja homens românticos, quem é?! Sintam a inveja...  

 

Se acham que isto já acabou estão muito longe da verdade. Se ainda não estiverem enfadados voltem que amanhã há mais. 

Quando o ex manda mensagem - parte 1

Como eu vos disse ontem, o meu ex mandou mensagem. A parte boa disto é que fiquei a saber que a rede wireless funciona bem no inferno o que me dá mais segurança para ser má pessoa. Se ele me ofereceu uma jóia no Natal e 3 dias viajou para passar a passagem de ano com outra e tem wifi eu posso perfeitamente enxovalhá-lo e ainda assim ter um lugar no inferno junto ao router.  

 

Vai daí decidi partilhar a mensagem convosco. Porquê? Porque eu não tenho de sofrer sozinha. E como parte do sofrimento vou transcrever a mensagem, por isso vão levar com os erros ortográficos e de pontuação como eu levei. Mas vou ser querida e fofa convosco e dividir a mensagem em partes e quero ver quem são os resistentes que vão aguentar até ao final...

 

Vamos então começar:

 

Fodasse Sara, fodasse para ti que não me sais do coração... escrevo te não para criticar( pelo menos vou tentar) mas para falar apenas de mim, como o desabafo que nunca consegui ter contigo ou com outro alguém (  e preciso tanto de o ter, não ficaria bem comigo mesmo) 

 

Começamos bem, com um cumprimento afável e cordial. Li as primeiras duas palavras e o meu pensamento imediato foi "o que é que eu fiz??". Parecendo que não isto aguça a curiosidade do leitor pelo que vem a seguir o que é uma óptima estratégia de promoção da leitura. 

Depois de ler que não escrevia para me criticar respirei de alívio, mas só por momentos. Ele nunca cumpre porra de promessa nenhuma...

A minha parte preferida, deste primeiro parágrafo, é quando ele diz que escreve para falar dele. Mas ele pensa em mais alguém?! Claro que vai falar dele! 

 

medo de mim, medo de ti e tudo o que tu trouxeste à minha vida...aguentei até ao limite esta luta da razão vs sentimento...sempre me guiou a minha cabeça, já tinha desligado o coração do resto do meu corpo há imenso tempo, tanto tempo que não me lembrava mais que ele existia em mim, sempre frio, calculista, pesar tudo com enorme frieza até tu chegares e entrares na minha vida...

 

Não sei se repararam mas a segunda frase não faz ligação com a primeira. Se era para copiar e colar frases bonitas que ele lê na internet pelo menos que o fizesse em condições... 

Notas importantes antes de avançar: quando ele diz que sempre se guiou pela cabeça não se refere à que tem neurónios (if you know what i mean) e ele não tem coração, nunca teve, nem antes nem depois da minha existência, eu própria confirmei. Agora que estamos esclarecidos quanto a isto vamos continuar.

 

 

ainda antes de te conhecer pessoalmente já te admirava, já mexias comigo, ler tudo o que escrevias, tua forma de ser...foste a pessoa que mais me cativou sem ser apenas pelo aspecto físico, admirava tua escrita e a forma como me fazias rir sozinho ...

 

Ok. Esta parte só comprova que ele só conhece pessoas desinteressantes. E quando ele fala em rir-se sozinho não era com a minha escrita. Parece que vem no seguimento, mas não. Ele ria-se sozinho, às minhas custas, quando passava dias sem dizer nada porque "estava sem o telemóvel" enquanto publicava fotos no insta e respondia aos comentários das outras gajas...

 

Gostaram da introdução? Sim, isto é só a introdução... 

Amanhã há mais...

 

O blog desgraçou-me a vida

O título parece dramático, mas vocês já vão perceber.

 

Já conhecia o meu ex, contudo foi através do blog que nos aproximamos. Ele lia o blog, comentava, trocávamos ideias, até que passamos a trocar também fluídos corporais.

Eu apaixonei-me por ele (só me apaixono pelo que não presta) e disse-lhe o que sentia. Ele disse que não sentia o mesmo e que não queria uma relação. Segui com a minha vida.

 

Uma noite estava com uma amiga, que conheci através do blog, e no momento em que ela me perguntava pelo espécime recebi uma mensagem dele. Afinal gostava de mim e queria namorar comigo, só estava com medo (eu devo ser mesmo assustadora). Eu fui na conversa e tivemos uma bela merda de uma história de amor.

 

Terminamos, seguimos as nossas vidas e eu já quase que não me lembrava que ele existia. Até que fui lanchar com uma amiga que também conheci através do blog. Ela pergunta pela minha vida amorosa (como se ela existisse) e eu inevitavelmente tive de me lembrar e falar do ser humano. Cerca de uma hora depois ele envia mensagem. 

 

Isto parece-me um claro sinal que não devo socializar com pessoal da blogosfera... Ou com pessoal no geral... 

Rescaldo de São Valentim

O dia dos namorados é um dia como outro qualquer e vai daí eu fui às compras que é o que eu faço nos dias quaisquer em que tenho dinheiro.

 

Durante o meu passeio pelo shopping passei pela Hussel para comprar umas gomas.

Após encher bem o saquinho das gomas (uma gaja solteira tem de se consolar com alguma coisa) fui para a fila para fazer o pagamento. Sim, havia uma fila de gente que queria adoçar a boca da sua cara-metade. Reparei que eu era a única da fila que não levava nenhum presente. Todos levavam chocolates com corações e eu um saco de gomas.

Por momentos senti-me deslocada, a solteirona num mundo em que é suposto viver a pares. Mas depois reparei que o gajo atrás de mim levava não um, mas dois chocolates. Hum... Tanto amor para dar! E ele estava ansioso por dar todo aquele amor porque olhava impacientemente para a fila e para o telemóvel.

Aí lembrei-me que, além dos solteiros e dos que vivem a pares, há os que vivem em trios. E já não me senti deslocada...