Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

saracasticamente

Vou fazer de conta que fiquei muito ofendida...

Fui à Zara devolver um vestido. Gostei imenso do vestido na loja mas em casa ninguém gostava dele e eu, que sou uma gaja influenciável, fui devolvê-lo.

 

Nunca tinha devolvido uma peça de roupa e achei o processo bastante peculiar. Para além de verificar a etiqueta, o talão e o código de uma etiqueta no interior do vestido, a funcionária virou e revirou o vestido várias vezes, virando-o inclusive do avesso passando o forro a pente fino na direcção da luz. Perguntei se havia algum problema e quando me respondeu que não desabafei que não me sentia tão revistada desde a minha última viagem de avião. É que parece mesmo que a funcionária achou que eu tinha vestido o vestido antes de o devolver.

 

Não apreciei de todo esta política de desconfiança que insinua que as pessoas vestem a roupa antes de a devolver. Eu por acaso até tinha vestido... Mas fica sempre bem, mesmo quando fazemos merda, dar aquele ar de que os outros é que são umas bestas!

Todos temos uma amiga assim...

Esta é uma história contada na terceira pessoa. Qualquer semelhança com a minha pessoa é pura coincidência.

 

A S. foi convidada para um baptizado. E qual a primeira palavra que vem à mente dela quando recebe um convite para um evento destes? Roupa. E então que faz ela? Consulta o stock do seu roupeiro e escolhe um de entre os (não vamos dizer quantos) vestidos que tem que se enquadram no evento? Vestidos esses que se fazem acompanhar de casaco a condizer, sapato que combina e carteira que faz pendant? Não. Então que faz a S.? Foi comprar um vestido novo sob a desculpa "vou a um baptizado".

 

Assim sendo vai ao shopping. E ao passar por uma das suas lojas preferidas os seus olhos focaram num vestido. Imaginou-se com ele. Experimentou-o. Olhou-se ao espelho e sorriu. Rodopiou e voltou a sorrir. Não havia volta a dar, estava apaixonada!

 

Agora, a S., só precisa de um casaco, uns sapatos, uma mala e, quem sabe, alguns acessórios. Só...

Qualquer dia o consumismo vai matar esta rapariga.

 

FB_IMG_1457473564194.jpg

 

(Esta na foto não é a S., é uma foto retirada da página da marca!)